A comilana do Natal pode ser driblada com alternativas mais nutritivas e criativas