Treinar de noite é superválido para quem tem dificuldades em levantar cedo para se mexer. A seguir, veja cuidados para tirar o melhor deste momento

Texto Vand Vieira | Edição Helô Oliveira | Adaptação Ana Araujo

Cuidados para treinar de noite

Saiba como garantir o desempenho do treino noturno sem prejudicar o sono

Você faz parte do time das mulheres que não conseguem acordar cedo para treinar de jeito algum e tem arrepios só de imaginar o relógio apitando antes das sete da manhã? Saiba que treinar de noite pode ser a solução perfeita para o seu problema. “Muitas pessoas entram cedo e saem tarde do trabalho e acabam usando isso como desculpa para matar o treino, mas, felizmente, existem opções que vão além do horário regular de malhação”, afirma Ricardo Munir Nahas, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, de São Paulo. O especialista dá dicas para quem deseja treinar de noite.

1. Evite tomar energéticos e pré-treinos à base de cafeína para não passar a noite em claro. Mas nada de descuidar da hidratação, ok? Ter uma garrafinha de água por perto é fundamental.

2. Se for malhar ao ar livre, dê preferência a locais movimentados e iluminados, mas com o menor fluxo de automóveis possível. Se não se sentir segura, chame uma amiga.

3. Aposte em peças confortáveis (se for ao parque, opte por aquelas com detalhes fluorescentes) e tenha sempre opções para o frio e para o calor.

4. Quando você treina em um horário muito próximo ao de dormir, hormônios e neurotransmissores que deixam o organismo em estado de alerta podem entrar em jogo e prejudicar o sono. “O aconselhado é malhar até quatro horas antes de ir para a cama, mas é claro que não é uma regra absoluta. Vale a pena testar e observar o que funciona pra você”, aconselha Ricardo Munir Nahas.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 329

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título