Novo treino de alta intensidade promete aumentar a queima de calorias durante o repouso mesmo para quem não faz dieta. Saiba tudo sobre o HIRT!

Texto Ana Araujo | Adaptação Ana Paula Ferreira

O treino HIRT usa exercícios de resistência com cargas pesadas. 

Foto: Christian Parente

Com o surgimento de inúmeras opções de aulas e treinos funcionais, a boa e velha musculação acabou sendo deixada de lado por muita gente. Até que diversas pesquisas científicas trouxeram à tona uma nova maneira de “puxar ferro”, com resultados surpreendentes. Trata-se do HIRT (High Intensity Resistance Training ou Treino de Resistência de Alta Intensidade), uma espécie de versão alternativa do HIIT (high intensity interval training ou treino intervalado de alta intensidade), método que intercala períodos em ritmo vigoroso e intervalos de descanso ativo. “A diferença entre eles é que, enquanto o HIIT aposta no estímulo de cardio, o HIRT usa exercícios de resistência com cargas pesadas (principalmente halteres, barras e máquinas”, explica Eduardo Netto, diretor técnico da rede de academias Bodytech. 

Um estudo publicado no periódico Journal of Translational Medicine mostrou que o HIRT aumenta a queima de calorias durante o repouso mesmo entre mulheres quem não fazem dieta. Isso porque ele turbina o metabolismo e, ao mesmo tempo, garante aumento de massa muscular e força. 

“O treino é indicado para quem deseja emagrecer, mas prefere musculação a exercícios cardiovasculares, e para alunos avançados que chegaram a um efeito platô e querem quebrá-lo”, indica Cacá Ferreira, gerente técnico da Cia Athletica. “É preciso ressaltar, porém, que se trata de um protocolo intenso, o que faz o torna impróprio para iniciantes”, alerta Edu Netto. 
Se esse é o seu caso, procure um educador físico para que introduza o HIRT em sua rotina aos poucos, com menos séries e cargas e pausas maiores de descanso.

Quer conferir mais dicas fitness? Então corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!