Veja como evitar calos e bolhas, problemas comuns de quem pratica esportes

Reportagem: Karine César

Calos e bolhas

Algumas atitudes ajudam a prevenir calos e bolhas com facilidade
Foto: Fabio Mangabeira

Quem pratica esportes já sofreu ao menos uma vez com bolhas ou calos nos pés ou nas mãos. A fricção contra o tênis e o atrito entre os dedos são as principais causas desses doloridos incômodos. Marcos Bonassi, dermatologista (SP), explica como evitar calos e bolhas.

Bolha

O que é?
Descolamento da epiderme após um trauma mecânico (atrito) ou físico (queimadura por calor ou frio).

Como evitar?
Use meias grossas com tecidos respiráveis, feitas de fibras naturais. Às vezes, as bolhas aparecem entre os dedos dos pés, dependendo do formato dos dedos e da pisada da pessoa. Utilizar um tênis adequado também ajuda a reduzir o risco. No início, a bolha é dolorosa.

 

Como tratar?
Reduza a atividade física que está causando o atrito. Entre 24 e 48 horas, a pessoa pode furar a bolha, com agulha esterilizada, e envolver a região com um curativo macio, tipo gaze ou algodão. Mantenha o local limpo e, no banho, utilize sabonete normal. Você pode fazer compressas de água boricada ou banhos de permanganato de potássio.

 




Calos

O que é?
Espessamento da epiderme, com o objetivo de proteger a pele. Aparece em regiões de atrito constante e repetido.

Como evitar?
Tente reduzir ao máximo o atrito. Às vezes, o início da calosidade é uma bolha que com o atrito repetido se torna espessa. Já existem protetores de calo que minimizam o problema. Para quem pratica musculação, recomenda-se o uso de luvas apropriadas e de um creme esfoliante

Como tratar?
Não lixe exageradamente a região. Para calosidades nos calcanhares, aplique cremes hidratantes no local. O jeito que a pessoa anda influencia muito no aparecimento dos calos. Quem anda marchando, por exemplo, é mais suscetível ao problema. O jeito correto de caminhar é apoiar o pé por inteiro no chão, nesta sequência: calcanhar, planta e dedos.