Já se foi o tempo em que a grávida devia substituir o exercício habitual pela hidroginástica. Com informação e supervisão, o eficiente treino funcional pode ser realizado durante esses nove meses especiais

Texto: Cáren Nakashima | Adaptação: Nathália Henrique

Conheça os benefícios da atividade física na gravidez

Foto: Fausto Roim

Você já sabe: a gravidez é uma condição natural e, a menos que haja complicações, pode (e deve) ser aproveitada em toda a sua plenitude, inclusive, realizando atividades físicas. “A prática aumenta a autoestima da futura mamãe, ajuda a controlar o peso, previne problemas circulatórios, musculo esqueléticos e fadiga, melhora a capacidade física, postura e força muscular, além de diminuir ou aliviar lombalgias e ciatalgias (dores nas pernas devido à irritação ou compressão do nervo ciático)”, enumera Thaís Bronzo, educadora física, certificada em prescrição de exercícios para pré-gravidez, gravidez e pós-parto, especialista em pilates na gestação e pós-parto, do Pilates Studio Just (SP).

Os benefícios não param por aí: praticar uma atividade física durante a gestação vai facilitar bastante a recuperação pós-parto. “Mas antes de se transformar em uma ‘gestante fitness’, é preciso estar bem informada. O médico deve ser consultado antes do início de qualquer programa e liberar a prática mensalmente”, completa Thaís Bronzo. É essencial também adequar a alimentação e a ingestão calórica diária, e treinar com orientação de um profissional de educação física especializado e qualificado para atender às necessidades de cada fase da gestação, levando em conta o histórico da futura mamãe.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317