Treinar devagar parece moleza, mas não é! Experimente desacelerar os exercícios e ganhe massa muscular e muitos outros benefícios. Saiba quais a seguir

Texto Ana Araujo | Adaptação Ana Araujo

Superslow: métódo traz movimentos vagarosos para ganhar massa muscular

Superslow: métódo traz movimentos vagarosos para ganhar massa muscular

Foto: Shutterstock

Música bombando, luzes piscando e o professor gritando e cantando para estimular a turma, que se move tão rapidamente que mal sobra tempo para pensar. A atmosfera frenética de uma aula de HIIT (treino intervalado de alta intensidade) estimula as alunas a darem o máximo para se exercitar na maior velocidade e no menor tempo possível – o que é uma mão na roda, afinal, nessa rotina corrida, tudo que prometa rapidez é mais do que bem-vindo. Contudo, aceleramos tanto que esquecemos que não é preciso correr o tempo todo, ainda mais depois de um dia estressante. E, convenhamos, uma aula no estilo go hard or go home não é exatamente um spa day para os hormônios do estresse. Não seria nenhuma surpresa, então, se você acabasse procurando em guloseimas a energia despendida no treino, jogando pelo ralo todo o esforço. É por isso que resolvemos contar para você que, sim, é possível desacelerar (sem medo de perder as curvas esculpidas a tanto custo).

Executar movimentos vagarosamente, prestando atenção em cada músculo trabalhado, é a proposta do SuperSlow, metodologia desenvolvida nos anos 80 pelo treinador americano Ken Hutchins, que descobriu que se exercitar dessa maneira ajuda mulheres que sofrem com osteoporose a ganhar massa muscular e aumentar a densidade óssea (pode parecer cedo, mas essa é uma preocupação que você deve ter desde já).

Moleza, né? Não é bem assim... Realizar todos os movimentos bem devagarzinho vai fazer você sentir partes do corpo que nem sabia que existiam, exigindo 100% de foco. A parte boa é que isso aumenta a resistência e o controle muscular e, por fazer que os músculos tenham mais microlesões, você ganhará massa muscular na medida. A parte ruim é que aquela dorzinha pós-treino vai durar mais tempo. Sem falar no baita desafio mental, afinal de contas, somos uma geração acostumada a levar dois segundos para publicar uma foto no Instagram (e chiar se demorar mais do que isso).

Interessou? Então, confira aqui o treino de SuperSlow completo para você copiar e colher todos os benefícios!

Revista Corpo a Corpo | Ed. 327

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título