Adepta da tecnologia, a apresentadora Luciana Gimenez revela quais são seus tratamentos estéticos favoritos

Texto Luciana Hruby | Realização Tomaz Souza Pinto | Cabelo Marco Antonio de Biaggi (MG Hair Design) | Make Sérgio Di Vicentin | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Luciana Gimenez

Luciana Gimenez é adepta das tecnologias

Foto: Danilo Borges

Adepta da tecnologia

Preocupada em envelhecer bem e de maneira saudável, Luciana Gimenez conta com a ajuda de Lorice Issa Miguel, fisioterapeuta dermatofuncional (SP), para cuidar da beleza.

“No rosto, nossos principais focos são a estimulação e a formação de um novo colágeno, assim como a prevenção de manchas. Ela usa protetor solar com alto FPS, independentemente de estar ou não na praia e ser verão ou inverno”, entrega Lorice.

Os tratamentos corporais que a apresentadora faz visam a prevenir e combater a celulite e a flacidez, tanto muscular quanto cutânea. O aparelho queridinho da vez é o multifuncional Maximus, que reúne três tecnologias (radiofrequência, ativação muscular dinâmica e energia TriFracionada) e atinge todas as camadas da pele e o músculo. “Usamos esse equipamento na face, em média, a cada 10 ou 15 dias, intercalando-o com sessões mensais de microagulhamento. O objetivo desse último é formar microcanais na epiderme para aumentar a penetração de cosmecêuticos, além de promover uma revitalização cutânea e melhorar o contorno facial”, explica a fisioterapeuta. Nos joelhos e glúteos, além do Maximus, Luciana faz peelings suaves, pelo menos uma vez por mês, com ácido glicólico para hidratar e, em seguida, finaliza a sessão com máscaras firmadoras de colágeno, ácido fólico, mel, vitaminas E e C e idebenona, entre outros ativos.

Em casa, a bela recorre aos produtos da marca francesa Mene & Moy, ricos em vitamina C, ácidos fítico e glicólico, ureia e semente de uva. Quando a apresentadora tem trabalhos que exigem que ela fique em pé por muitas horas, ou mesmo após várias horas de voo, o inchaço dos membros inferiores é eliminado com o uso da pressoterapia. “São botas pneumáticas vestidas por cima de meias de malha tubular e ligadas a um compressor que faz um trabalho de drenagem linfática para retirar o acúmulo de água dos tecidos. É um aparelho fácil de ser usado e que a Luciana tem em casa. Eu a ensinei a utilizá-lo quando ela estiver se sentindo muito inchada”, afirma Lorice.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317