A proteína extraída do soro do leite é a queridinha das amantes dos treinos. Mas elas não são todas iguais, não! Confira qual a diferença entre os tipos de whey protein!

Por Karine César | Foto Divulgação | Adaptação Web Ana Paula Ferreira



O whey protein é queridinho entre as adeptas de musculação, já que auxilia no ganho e na manutenção da massa muscular. Mas antes de investir nesse produto é preciso conhecer os diferentes tipos disponíveis no mercado e suas indicações. Confira abaixo!

Concentrado: passa por um processo mínimo de filtragem, por isso não é considerada a proteína pura. Costuma ser mais saboroso e de fácil digestão. É recomendado para pessoas saudáveis.

Isolado: concentra 90% de proteína em sua composição. Tem menos gordura, lactose e carboidrato. “Geralmente, é indicado para pessoas que querem emagrecer, ganhar massa muscular ou precisam controlar a glicemia”, diz Bruna Meira, nutricionista, de São Paulo (SP).

Hidrolisado: as proteínas são quebradas em peptídeos menores por processos químicos ou enzimáticos. Isso permite que o produto seja absorvido pelo organismo rapidamente. Por essa razão, costuma ser mais caro.

Quer conferir mais sobre nutrição? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui