Confira algumas dicas para não exagerar e se manter na dieta mesmo nas ceias das festas de fim de ano

Texto Nathalie Ayres | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

ceia de Natal

Substitua alguns alimentos e coma com moderação

nas ceias de fim de ano

Foto: Freeimages

Festas de fim de ano são sempre sinônimo de mesa farta: a família se reúne e cada membro traz um prato mais delicioso que o outro.

Não há regime que sobreviva a esse bombardeio calórico, certo? Errado! Fazendo as escolhas corretas na hora de preparar o menu, dá para ficar em paz com a consciência e, veja só, com a balança.

Muitos pratos dessa época são lotados de carboidratos, fonte de energia que, quando não usada, vira gordura. “Os pratos geralmente vêm carregados de arroz, massas e farofa. Então, sirva-se em menor quantidade, privilegiando o que você tem mais vontade de saborear”, ensina Patrícia Cruz, nutricionista da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso – SP).

Existem ainda outras formas de deixar o olho menor que a barriga, por assim dizer. “As fibras ofertadas por saladas e verduras, por exemplo, fornecem saciedade e amenizam aquela fome de leão”, explica Maristela Strufaldi, nutricionista da ADJ Brasil Diabetes (SP).

Lembre-se também que cada refeição pede cuidados diferentes. “De dia queimamos mais calorias do que à noite. Por isso, na ceia, prefira as carnes magras e oleaginosas. Deixe as massas e os doces para o almoço do dia seguinte”, conta Daniela Jobst, nutricionista funcional (SP). E nada disso adianta se você exagerar na bebida. “Um grama de álcool é mais calórico que o carboidrato e a proteína juntos. Além disso, não proporciona nutrientes ou saciedade”, pondera Patrícia Cruz. 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 288