Mudar a forma como você se alimenta para se tornar vegana não é uma tarefa fácil. Para te ajudar, consultamos uma profissional que listou algumas dicas importantes. Confira!

Por Ana Paula Ferreira | Foto Shutterstock

O veganismo caiu no gosto das pessoas que buscam uma vida mais saudável e natural. E este tipo de alimentação não se trata apenas das preferências do paladar ou de critérios nutricionais. “Ser vegano é uma filosofia de vida, onde os animais são livres e não são submissos ao homem, de nenhuma forma, sem abuso de poder ou sacrifícios”, explica Luna Passeri, chef e professora de culinária saudável e vegana, responsável pelo curso online “Menu Vegano”, da plataforma online Namu Cursos.

Para se tornar vegana, contudo, é necessário se informar bastante sobre as reações pelos quais o organismo passará devido às diversas mudanças. “Uma alimentação vegana consiste em usar e abusar dos grãos, vegetais, legumes, farinhas, ervas”, esclarece a profissional. 

Achou uma tarefa difícil? Então confira abaixo algumas dicas listadas por Luna pra fazer a transição com sucesso e, de quebra, ganhar muita saúde:

1. Adicione primeiro, subtraia depois. Ao invés de começar cortando coisas do seu cardápio, adote uma estratégia diferente: comece adicionando novos alimentos. Explore esse mundo novo!

2. Vá com calma! Retire a carne e derivados aos poucos. Não tire tudo de uma vez, pois seu corpo pode estranhar e você terá recaídas mais facilmente. E caso tenha, não se culpe! Tudo tem seu tempo, continue na próxima refeição.

3. Seja chato! Não tenha vergonha de perguntar sobre a composição dos pratos. Também olhe os rótulos para se certificar que não há nada de origem animal.

4. Seja criativo! Olhe os legumes e vegetais como as estrelas do seu prato, transformando-os em receitas diferentes e criativas.

5. Inclua frutos e sementes oleaginosas em seu cardápio diário. Castanha de caju, castanha do Pará, amêndoa, noz, linhaça, chia, semente de girassol etc. são ricas em minerais, vitaminas, proteínas e antioxidantes.

6. Não seja ditador e respeite a opção de quem não quer ser, mostre através de sua conduta e vá introduzindo a quem está aberto a isso, mostrando as vantagens dessa alimentação.