Emagrecer comendo mais? Essa é a proposta da dieta volumétrica! Saiba como funciona e seque até 6 kg em 1 mês


Reportagem: Thaís Télis/ Fotos: Danilo Tanaka/ Produção: Janaína Cabral

dieta volumetrica

A quantidade de calorias de um prato de macarrão integral
com bife grelhado, acompanhado de suco de melão e
flan de coco light, é a mesma contida em uma fatia
 de pizza de calabresa com mussarela 
Foto: Danilo Tanaka 

Parece mágica, mas é ciência pura. Comer mais para engordar menos é uma alternativa, no mínimo, gostosa se comparada às velhas regras dos regimes restritivos. E mudar de manequim, sem a necessidade de se alimentar em prato de sobremesa, é a maior dádiva da dieta volumétrica. Não é à toa que a proposta caiu na graça dos especialistas. Barbara Rolls, nutricionista e presidente da Associação Norte-Americana para o Estudo da Obesidade, está nesse time. Ela se debruçou sobre o tema e publicou o livro A Dieta Volumétrica, Perca Peso Comendo Mais (Ed. BestSeller). A autora garante: para secar os excessos e viver em paz com a balança não é preciso ficar frente a frente com a fome. O truque é aprender a multiplicar o volume do seu menu e não das calorias.

Cardápio generoso

Seguindo o conceito do livro A Dieta Volumétrica, Elaine Rocha de Pádua, nutricionista da clínica DNA Nutri (SP), elaborou um cardápio especial de densidade calórica moderada e 1.400 calorias diárias. Dá para perder 6 kg em 4 semanas comendo muito bem. Confira!