Nem todos protetores solares guardam você de todos os danos do sol, o que pode causar até flacidez da pele. Saiba quais realmente são eficazes

Texto Bárbara Rossi | Adaptação Ana Araujo

Nem todos os protetores solares protegem a pele dos raios infravermelhos

Nem todos os protetores solares protegem a pele dos raios infravermelhos

Foto: Christian Parente

Sabia que o seu protetor solar pode proteger de raios UVA e UVB, mas não ser eficiente para a fotoproteção contra a luz infravermelha, aquela presente no calor, que sentimos com o mormaço? E que ela, que atinge a derme mais profunda, levando até mesmo à flacidez da pele?

“Quem trabalha em ambientes muito quentes, como uma cozinha, costuma ter um grande malefício causado por essa radiação”, fala a dermatologista Tatiana Jerez, de São Paulo. A boa notícia é que há como se proteger. “O que barra o dano causado pela radiação infravermelha são os antioxidantes. Eles neutralizam a formação de radicais livres!”, explica Tatiana Jerez. Procure produtos com vitamina C e E, chá-verde, pomegranate e licochalcona A.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 327

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título