Segundo a dermatologista Milena Lopes, os cosméticos vindos de lá ganham principalmente no quesito inovação

Texto Karine César | Foto: Getty Images | Adaptação web: Estela Lopes

Produtos coreanos

Muito se tem ouvido falar sobre os produtos coreanos supertecnológicos e suas fórmulas mágicas de cuidado com a pele. Mas o que é que eles têm de tão especial? De acordo com Milena Lopes, dermatologista, de São Paulo (SP), os cosméticos vindos de lá ganham principalmente no quesito inovação.


“Eles investem para desenvolver novas fórmulas e técnicas de aplicação. O cushion compact, por exemplo, mistura de tratamento de tez e base em que a fórmula fica armazenada em uma esponja, foi uma criação coreana”, explica.

Um dos processos mais inovadores foi a fermentação, que consiste em utilizar levedura e bactérias para converter o açúcar em ácido e enzimas. Quando usada em produtos para a pele, a técnica auxilia na absorção de nutrientes e antioxidantes, aumentando sua eficácia e poder de hidratação.

“Também existe muita pesquisa para encontrar novos ingredientes e alguns deles são inusitados, como o veneno de abelhas, para combater as rugas, e a secreção liberada pelos caracóis, considerada regenerativa”, conta a médica. Todo esse investimento acontece porque a consumidora local é extremamente exigente com os produtos que utiliza no dia a dia em sua rotina de cuidados com a pele.