Essas lesões podem ser tratadas com cremes, peelings e lasers

Por Rosani Andreani/ Realização Tomaz Souza Pinto/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

manchas na pele

Manchas na pele são causadas pela produção

desigual de melanina

Foto: Danilo Borges

Muitas vezes a pele pode aprenentar oleosidade, acne, ressecamento ou manchas. A primeira coisa a fazer diante de uma mancha é buscar orientação médica, já que ela é causada pela produção desigual de melanina. “Somente o dermatologista pode avaliá-la com precisão e indicar o melhor tratamento, que vai desde peelings simples e combinados com ácidos até a manipulação de cremes com ácidos para serem usados em casa”, afirma a dermatologista Maria Inez Linhares. 

Características: lesões escuras arredondadas e definidas (melanoses) e zonas castanhas espalhadas e indefinidas (melasmas). 

Causas: ocorre por sol em excesso e sem a devida proteção, interage com hormônios (pílulas anticoncepcionais, gravidez), piora com agressões como depilações com cera no rosto, idade e falta de cuidados com a pele. 

Tratamentos: os ativos eficazes são os que contêm ácido retinoico e hidroquinona, porém, corticoides também podem ser acrescentados. Ácidos de frutas, ácido glicólico e vitamina C também são usados e o ativo arbutin nos hidratantes ajuda a prevenir a piora das manchas. Outros recursos bastante usados nas clínicas são peelings de Jessner, de ácido retinoico, microcauterização salpicada, neve carbônica e terapia fotodinâmica para melanoses, além de lasers como Starlux e Quantum. Em casa, cremes com vitamina C, alfa-hidroxiácidos e ácido retinoico são indicados algumas noites por mês.