Sorriso com excesso de gengiva causa desconforto estético

Texto: Redação | Foto: Reprodução/ Instagram
A gengivoplastia é a cirurgia que tem como objetivo corrigir defeitos gengivais e de tecidos moles em regiões que apresentam algum tipo de comprometimento estético. A principal razão que leva o paciente a procurar ajuda é portanto a componente estética, principalmente nos casos de retração gengival e quando apresenta um “sorriso gengival”.

O chamado sorriso gengival é caracterizado por uma grande visibilidade da gengiva superior quando a pessoa sorri, o que pode causar constrangimento pela falta de estética, constituindo assim uma das indicações da gengivoplastia. 

Nestas situações, aquilo que se faz é “recortar” parte da gengiva que recobre o início da coroa dos dentes, de forma a aumentar a porção visível da coroa em altura (aumento da coroa clínica), o que atenua de certa forma a inestética associada ao sorriso alto ou gengival, desde que se tenha o cuidado em manter uma proporção harmoniosa entre dentes grandes e pequenos.

De acordo com o cirurgião dentista, Thiago Fernandes, para realização do procedimento, é preciso anteriormente um exame clínico e um raio x da boca do paciente para se ter a certeza da viabilidade da cirurgia.

Para efetuar esta cirurgia, o médico pode fazê-lo de forma convencional, utilizando um bisturi normal ou convencional ou utilizar o bisturi elétrico ou a laser (cirurgia a laser), e em alguns casos ainda uma broca específica cortante.

Posteriormente, após incisão com bisturi e descolamento dos tecidos moles, remove a gengiva excedente, podendo corrigir inclusivamente outras imperfeições, como a regularização do contorno gengival.

Thiago Fernandes também fala sobre o tempo de recuperação da gengivoplastia.

"Uma recuperação boa, varia de caso para caso.Tem cirurgias que apresentam resultados super favoráveis em 2 semanas, outras podem levar de 1 a 2 meses.

O cirurgião também explica que para combater a dor, os anti-inflamatórios e os analgésicos utilizados após a cirurgia são potentes e deixam o paciente confortável, podendo viver uma vida normal.
Sobre os cuidados pós cirúrgicos, Thiago Fernandes explica o que é preciso para obter uma boa e breve recuperação.

"Usar escovas macias pós cirúrgicas, géis de clorexidina para assepsia do local, evitar comidas muito quentes ou muito geladas, além de alimentos pastosos".