Caio Focássio, cirurgião vascular, de São Paulo, desmistifica suas causas mais conhecidas

Texto Bárbara Rossi | Foto: Shutterstock | Adaptação web: Estela Lopes

As aranhinhas nas pernas podem ser incômodas, mas com um pouquinho de cuidado é possível evitar que elas apareçam. Caio Focássio, cirurgião vascular, de São Paulo (SP), desmistifica suas causas mais conhecidas.

SALTO ALTO: VERDADE
Isso acontece porque com o uso contínuo e excessivo do calçado, a panturrilha, que é como se fosse o “coração” da perna e parte importante para a circulação, fica encurtada e a pisada não é completa. Com isso, o sangue não consegue fluir, fazendo que as varizes apareçam.

CRUZAR AS PERNAS: MITO
O que faz que as varizes apareçam é passar muito tempo na mesma posição, seja em pé ou sentada. O sedentarismo também aumenta a tendência, já que as pernas precisam ser estimuladas para enviar o sangue de volta para o coração. Quando não as movimentamos com frequência, elas não contraem para que esse retorno venoso aconteça, causando as varizes.

ANTICONCEPCIONAIS: VERDADE
A ingestão de um nível alto de hormônios diariamente aumenta as chances das linhas aparecerem, porque elas alteram as estruturas envolvidas na circulação e no fluxo sanguíneo, principalmente em mulheres que já possuem predisposição genética.  

Quer saber mais sobre cuidados com o seu corpo? Assine nossa revista e a receba mensalmente.