Para cada tipo de pele, é indicado um protetor solar diferente

Por Heloísa Noronha/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Saiba qual FPS usar para cada tom de pele

O FPS varia de acordo com o tom de cada pele

Foto: Danilo Borges

Entenda a diferença

A radiação UVA penetra profundamente na pele, não costuma ter sua intensidade alterada conforme a época do ano ou altitude de cada região e é a principal responsável pelo fotoenvelhecimento. Já os raios UVB provocam as queimaduras solares e mudam de intensidade conforme a estação e altitude, ganhando força no verão, em especial entre 10h e 16h. Causador do câncer de pele, o raio UVB é mil vezes mais potente do que o UVA.

Cada tom, uma proteção

Pessoas claríssimas

devem evitar longos períodos ao sol, já que apresentam envelhecimento solar precoce e maior incidência de melanoma. Vitaminas com fotoprotetores orais são de grande ajuda, bem como consultar o dermatologista a cada seis meses para exame de manchas. 

Morenas claras

são mais propensas a manchas e melasmas. “O uso de protetor pode ser decrescente, começando no FPS 60 e descendo para o 40 e o 30 nos dias subsequentes para obtenção de um bronzeado seguro”, sugere Gabriela Casabona.

Morenas escuras e mulatas

têm proteção natural quase total, mas devem usar filtros solares associados a hidratantes, já que o vento e o sol causam ressecamento, o cloro acarreta danos e o sal resseca a pele. 

Negras 

nasceram premiadas, com uma maior quantidade de um determinado tipo de colágeno. Mesmo assim, devem usar protetor solar com FPS 30. 

Orientais

têm pele clara, mas ela se comporta como uma pele morena e mancha com facilidade. Cuidado!