A pele negra pode sofrer com as manchas após o aparecimento de pelos encravados. A melhor saída é optar pelos tratamentos de depilação a laser. Confira!

Texto: Heloísa Noronha | Adaptação: Nathália Henrique

Pele negra: tratamentos para combater os pelos encravados

Foto: Danilo Borges

Apesar de ser menos sensível, a pele negra também sofre com os pelos encravados. Uma boa saída é optar pela depilação a laser. “Um dos maiores problemas é o risco frequente de a pele manchar após quadros de foliculite e outros tipos de infecção cutânea”, destaca o cosmiatra jardis Volpe. Hoje, já há tipos que podem ser realizados nas peles escuras, sem causar traumas.

Light Sheer Duet 

Versão mais nova do antigo Light Sheer, só que com uma ponteira muito maior que diminui o tempo de aplicação. Recomenda-se fazer de 6 a 8 sessões, com intervalos mensais.

Vantagens: o desconforto é menor, pois a máquina possui um sistema de vácuo que puxa a pele e assim libera o laser, diminuindo muito a sensação dolorosa.

Soprano SHR 

O laser diodo tem dois modos de ação: pontual, para pelos mais finos, e in motion, para áreas maiores e com mais pelos. Recomenda-se fazer de 6 a 8, com intervalos mensais.

Vantagens: "O laser Soprano não concentra calor excessivo em um determinado ponto, sendo seguro para evitar manchas. É um método que chamamos de varredura”, afirma jardis Volpe.