Douglas Tigre, que atende diversos famosos, ressalta a importância da individualidade de cada paciente

Texto: Redação | Foto: Divulgação



Mediterrânea, Paleolítica (Paleo), DASH, Jejum intermitente, Low-Carb....Está cheio de dietas pela internet. Mas será que o que funciona com um, serve para todos? O nutrólogo e endocrinologista, Douglas Tigre, que atende diversos famosos e atletas, afirma que não. Aliás, a individualidade é o que norteia o seu método de emagrecimento. 

"O método de emagrecimento é baseado na individualidade de cada paciente. Então cada um tem uma melhor  forma  de emagrecer de acordo com o seu metabolismo e suas taxas hormonais, exames de sangue... o método é baseado no perfil do paciente,  pelos exames hormonais, e claro, pelo metabolismo que ele tem e todo o histórico dele", afirma o médico. 

Então, não adianta querer fazer uma dieta de um atleta que você segue nas redes sociais, já que para eles são usados artifícios diferentes do quem não usa o esporte para competir.

"Eu atendo vários atletas, desde os que não são federados, que não são de alto rendimento, aos atletas até de alto rendimento. E o método deles é bem mais rigoroso . A questão deles exige mais justamente por conta da performance. O atleta de alto rendimento, se tiver um ou dois quilos de gordura no corpo pode representar um excesso de carga que pode levar à lesões e à toda parte de piora de performance de rendimento (a dieta do atleta de alto rendimento, no caso)", disse Tigre, que realça a importância da suplementação nos atletas e o rigor do método:

"Na verdade, os atletas de alto rendimento e de alta performance têm um trabalho muito maior, por conta do que é um teste extremamente rigoroso que justamente elimina essa parte de reposição hormonal. Então o atleta de alto rendimento ele é obrigado a fazer toda a parte de suplementação bem mais rigorosa, porque as taxas hormonais dele tem que ser corrigidas e melhoradas naturalmente. Então ele não pode fazer uso de hormônio".

Muitas pessoas procuram remédios para emagrecer e até usam diuréticos e laxantes, o que coloca a saúde em risco. Segundo Douglas, perder peso, que é o que acontece quem usa estes artifícios, não tem nada a ver com a perda de gordura. 

"São coisas completamente diferentes. Você pode perder cinco quilos e esses cinco quilos tenha sido de água eliminada somente. Sinceramente, existe uma forma de perder gordura e não uma fórmula. As pessoas, na grande maioria das vezes, procuram uma fórmula pra perder gordura ingerindo uma cápsula. Mas não existe uma fórmula pra perder gordura, existe uma forma de perder gordura e essa forma de perder gordura é justamente toda a parte de equilíbrio com relação a dieta e suplementação. Taxas hormonais tem todas essas questões que definitivamente levam a pessoa a uma perda ainda maior de gordura", completa.