No Brasil, a estimativa é que entre 20% e 50% das crianças com até 5 anos sofram de anemia por deficiência de ferro. Confira!

Texto: Redação | Foto: Divulgação


   
No Brasil, a estimativa é que entre 20% e 50% das crianças com até 5 anos sofram de anemia por deficiência de ferro. Este índice varia conforme a região. Os sintomas da doença podem incluir fadiga, palidez, falta de ar, vertigem, tonturas ou batimento cardíaco acelerado.
   
Segundo o médico nutrólogo Alexander Gomes, para combater o mal, deve-se consumir alimentos ricos em proteína, ferro, ácido fólico e vitaminas do complexo B, como carnes, ovos, peixes e espinafre.
“Esses nutrientes estimulam a produção de glóbulos vermelhas no sangue, que normalmente estão baixos quando se tem anemia”, pontua o especialista, que ainda indica como aumentar a absorção do ferro após as principais refeições:

“Consumir alimentos rico em vitamina C após o almoço e o jantar, como laranja ou abacaxi, pois essa vitamina aumenta a absorção de ferro no intestino, ajudando a combater a doença”.

Além de uma boa alimentação, muitas vezes é preciso suplementar. De acordo com o médico, o Ômega life é um suplemento de ponta, desenvolvido para erradicar a anemia em crianças, sendo utilizado para conseguir atingir as necessidades diárias que a criança necessita.

 “São necessários 20 doses do Ômega Life para alcançar esses níveis e a suplementação anual para o tratamento da anemia é considerada benéfica para alcançar os níveis de ferro necessários à saúde”, explica.                                   
                                   
Ainda segundo o médico, o Vitfer Nano é um suplemento em pó que pode ser adicionado na alimentação da criança, e que é rico em ferro nano, vitamina A nano, ácido fólico, zinco e dentre outros micronutrientes, não contém glúten e lactose e o sabor é imperceptível. São necessários cerca de 60 a 120 doses desse suplemento.  
 
“O tratamento inicia com o Ômega life, 1 dose por dia/ 20 dias, posteriormente inicia-se com o Vitfer Nano, 1 grama ou colher de café e adiciona na alimentação, como o arroz, feijão. Adicionar 2 vezes na semana (60 doses) ou 3 vezes na semana (120 doses)”, completa.

*Consulte seu médico para saber os alimentos recomendados.