A tecnologia do laser atua em diferentes tratamentos estéticos, com resposta rápida e pós-procedimento tranquilo. Conheça 5 deles e para que servem!

Texto Camila Gaio | Adaptação Ana Paula Ferreira

O tratamento a laser possui resposta rápida e pós-procedimento tranquilo.

Foto Shutterstock

 O laser pode ser a solução para uma série de problemas estéticos, com resposta rápida e pós-procedimento tranquilo. Mas não é um tratamento milagroso, não! 

Antes de se submeter à técnica, é importante saber e conhecer um pouco sobre cada um, para que entenda quais as diferenças entre os vários tipos e tomar uma decisão mais consciente sobre qual procedimento escolher. Confira a seguir 5 tipos de laser e para que serve cada um deles. 

CO2
Atua com feixes de luz que penetram na derme e na subderme, ativando o colágeno e aumentando a vascularização da região. As células mortas, em seguida, dão lugar a novas células. Trata a pele de modo uniforme e em poucas sessões. Bom para: manchas, rugas profundas, flacidez, cicatrizes de acne, estrias e melasma.

Nd-Yag Q-Switched
Promove a fragmentação do pigmento de manchas e tatuagens, facilitando a eliminação pelo organismo. Não é indicado para áreas muito grandes. Bom para: manchas de sol, melasma, olheiras, remoção de tatuagem e manchas em regiões como axila e virilha.

Rubi
Tem ação mais lenta que o CO2, é mais suave e indicado para quem prefere não ficar com tantos indícios de que fez algum tratamento. Em compensação, costuma pedir mais sessões para oferecer resultados. Bom para: sardas e manchas castanhas em peles claras.

Picossegundos
Emite pulsos ultrarrápidos de luz, que atravessam a pele sem danificá-la. Está entre as tecnologias mais modernas para uso estético. Bom para: remover tatuagem com tons difíceis de apagar, como azul.

Laser ablativo e não ablativo
A diferença entre eles está na potência. Os ablativos são mais intensos,causam mais lesões nas células e, como consequência, são mais eficientes. Os não ablativos resultam em menos lesões, porém, são mais fracos. No caso de manchas, por exemplo, em que é preciso tomar cuidado para não queimar a pele ou piorar a situação, os lasers não ablativos são os mais indicados.

Quer saber dicas sobre treinos? Então corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!