Técnicas e cuidados para morenas e ruivas que desejam clarear os fios

Por Rita Trevisan/ Adaptação Rebecca Nogueira

Loira de parar o transito

Quero ser loira

Foto: Carlos Bessa

Se você é morena ou ruiva, e deseja obter fios mais claros, a Corpo a Corpo reuniu dicas de técnicas e cuidados para servir de guia para a coloração. Para ser loira de parar o trânsito...

Morenas

Podem usar coloração permanente, dependendo do tom de loiro que se deseja obter. “Esse tipo de tintura clareia até quatro tons em fios virgens”, afirma Juha Antero, colorista do salão M.G. Hair Design (SP). Já em fios coloridos, é necessário fazer uma decapagem antes. “Usamos pó descolorante e água oxigenada para tirar o excesso de pigmento do fio. Quanto mais alto o volume do oxidante, mais claro ficará o cabelo”, explica Rodolfo Sena, colorista do salão Vimax Beauty (PR). Depois, será necessário, ainda, aplicar a tintura permanente. No entanto, se os fios não estiverem saudáveis, a alternativa será recorrer às mechas. “Elas possibilitam uma mudança gradativa, sem agredir tanto”, afirma a colorista Dilma Xavier, do HBD Spa (RJ). 

Onde fazer: no salão. 

Como cuidar: as tintas clareadoras deixam os fios secos e frágeis. “Faça uma cauterização, para reparar os danos, e invista em hidratações semanais”, ensina Rodolfo Sena. Além disso, lance mão de produtos específicos para fios loiros. 

Retoque da raiz: a cada 25 ou 30 dias.

Ruivas

Podem obter tons de loiros bem claros com uma descoloração prévia, não importa se o cabelo é virgem ou não. Caso a mudança não seja tão radical, apenas a aplicação da tintura permanente garante um bom resultado. Se for necessário retirar o excesso de pigmento do fio, antes de tingir, o ideal é passar por uma avaliação profissional, para verificar a saúde do cabelo. “Submeter um fio que já está fragilizado a uma descoloração, seguida de tintura, pode ressecá-lo ainda mais. Em casos extremos, pode até acontecer de eles começarem a se quebrar e, nessa situação, muitas vezes é impossível a recuperação. A única saída é cortar”,alerta Juha Antero, colorista do salão M.G. Hair Design (SP). Uma medida menos agressiva é mudar a cor aos poucos, usando apenas a tintura permanente, ou optar por mechas, que partem de uma descoloração localizada. 

Onde fazer: no salão. 

Como cuidar: usar linhas de tratamento desenvolvidas para recuperar fios loiros e fazer hidratações semanais. 

Retoque da raiz: a cada 25 ou 30 dias.