Estresse é um dos fatores que aumentam a transpiração. A seguir, contamos outras causas inusitadas para que o suor excessivo dê as caras, dê uma olhada!

Texto Vand Vieira | Edição Giuliana Cury | Adaptação Ana Araujo

Estresse e comidas picantes são causas inusitadas do suor excessivo
Comeu pimenta e suou horrores? Essa é uma das causas inusitadas do aumento da transpiração
Foto: Caio Mello

Estamos mais acostumados a pensar na transpiração quando os números do termômetro sobem ou quando praticamos algum tipo de atividade física, mas há outros motivos para o suor aparecer com mais facilidade:

1. Suor por excesso de peso

Os quilinhos a mais aumentam o esforço feito na execução dos movimentos. E mais: a gordura tem ação isolante, o que dificulta o processo de troca de calor com o meio externo. Resultado? O organismo é obrigado a produzir mais suor para estabilizar a temperatura corporal. É ou não é outro bom motivo para enxugar aqueles quilinhos extras e garantir, literalmente, um corpo sequinho?

2. Suor de estresse

Situações de tensão alteram o funcionamento do sistema nervoso autônomo, produzindo o que a gente chama de “suor frio”. É por isso que o coração dispara, a respiração fica ofegante e, bingo!, a transpiração é intensificada antes de uma entrevista para o emprego dos sonhos ou durante aquele encontro que você tanto esperava (ou queria evitar!).

3. Suor pela ingestão de comidas picantes

Cardápios ricos em alimentos termogênicos (pimenta, canela, gengibre...) dão um up no metabolismo, mas também contribuem para o aumento da sudorese. A avaliação de um nutricionista é fundamental na hora de elaborar uma dieta com baixa capacidade termogênica.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 324

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título