Entenda por que as mulheres enfartam mais que os homens

Texto Amanda Nicácio e Priscila Pegatin | Edição Cáren Nakashima | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Enfarte

Mulheres enfartam mais que os homens

Foto: Freeimages

Mulheres x homens

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), 48% das pessoas que enfartaram nos últimos 50 anos são mulheres. Devido ao acúmulo de responsabilidades, esse número só cresce.

Comparado ao dos homens, o sistema do órgão cardíaco feminino é mais delicado. As artérias são 15% mais estreitas, o que pode triplicar o risco de enfarte, e o coração ainda bate até 10% mais rápido do que o deles, gerando um desgaste maior.

“Por isso, o enfarte no coração da mulher traz um impacto diferente”, explica Fernando Augustos Alves da Costa, cardiologista da Beneficência Portuguesa (SP). Porém, as mulheres possuem um fator favorável: a mortalidade cardiovascular ocorre, em média, dez anos após a do homem. Isso graças ao hormônio estrogênio, presente até a época da menopausa, que protege o organismo. E ainda, durante o período fértil, a mulher é menos hipertensa que o homem, pois os níveis de estrógeno aumentam.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317