Esqueça os estereótipos e dê uma chance à hipnose para tratar depressão, ansiedade e até vícios e traumas. Veja aqui como ela funciona!

Texto Vand Vieira e Giuliana Cury | Adaptação Ana Araujo

Hipnose ajuda no tratamento de depressão, ansiedade, vícios e traumas

Hipnose ajuda no tratamento de depressão e ansiedade

Foto: Shutterstock

Esqueça pêndulos e outros estereótipos. A hipnose tem se mostrado cada vez mais eficiente em casos de depressão, ansiedade, vícios e traumas. “A técnica consiste na indução a um estado de transe em que o corpo relaxa, mas a mente continua funcionando. Com isso, é possível descobrir memórias ocultas no inconsciente e atribuir a elas um novo significado, o que ajuda muito na superação de problemas emocionais”, explica Alessandro Baitello, hipnoterapeuta e presidente da Rede Clínica da Hipnose, de São Paulo.

Basicamente, as sessões podem ser feitas de duas maneiras: a hipnose clínica com relaxamento profundo, em que a pessoa fecha os olhos e se concentra apenas no que o hipnoterapeuta diz até chegar ao transe, ou utilizando métodos como a conversa hipnótica, quando o diálogo traz à tona indícios que podem levar ao x da questão, ideal para quem tem dificuldade em manter o foco, seja por déficit de atenção ou por não acreditar na eficácia do procedimento.

Mas atenção! A hipnose é uma terapia natural complementar, ok? Não abandone tratamentos paralelos com o psicólogo ou o psiquiatra sem orientação.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 324

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título