Com cada vez mais notoriedade, a experiência somática traz equilíbrio emocional para quem sofre de depressão, síndrome do pânico, estresse e fibromialgia. Conheça o novo método

Texto Da Redação | Adaptação Ana Paula de Araujo

Experiência somática trata depressão, síndrome do pânico e fibromialgia

Experiência somática leva os pacientes a pensarem em coisas boas

Foto: Priscila Prade

Você já ouviu falar em experiência somática? Trata-se de um método – que começa a ganhar notoriedade – para alcançar o equilíbrio emocional no tratamento de depressão, síndrome do pânico e fibromialgia.

“O paciente é induzido a falar sobre seus problemas e, em seguida, sobre coisas boas, sempre tendo em mente a percepção das sensações e reflexos que essas situações causam em seu corpo. Este processo é repetido algumas vezes a fim de equilibrar as emoções e libera descargas parassimpáticas, como bocejos, suspiros, tremores e choro de alívio”, explica Ilana Kuschnir, terapeuta corporal, uma vez que problemas emocionais podem causar ou potencializar dores físicas e interferem diretamente na qualidade de vida.

As sessões também ajudam a administrar o estresse e podem ser feitas esporadicamente ou uma vez por semana. O preço médio de uma sessão com duração de 1h30 é R$ 300.

Colaborou: Vand Vieira (estagiário)

Revista Corpo a Corpo | Ed. 320