Confira 5 dicas de especialistas para dormir melhor e ajudar a melhorar a ação do hormônio GH no corpo

Texto Rita Trevisan e Thaís Macena | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Sono

Sono ajuda a melhorar os níveis do hormônio GH

Foto: Shutterstock

Um bom sono faz a diferença

O hormônio GH é produzido durante todo o dia, porém, durante a noite sua ação é mais efetiva.

“O sono facilita e potencializa a ação do GH. Quando a liberação do hormônio no organismo coincide com o sono de ondas lentas, efeitos como a deposição de cartilagens nos ossos e a renovação celular são favorecidos”, explica Márcia Pradella-Hallinan, neurologista e especialista em Medicina do Sono (SP). Siga as dicas da expert e tire proveito disso!

1 - Pelo menos 40 minutos antes de ir para a cama, reduza as luzes de casa e saia da frente dos monitores, seja PC, TV, videogame ou a tela do celular. Isso facilita a liberação de melatonina, substância responsável por assinalar ao organismo que é hora de descansar.

2 - Evite exercícios físicos intensos e bebidas estimulantes, como café e refrigerantes à base de cola, no período noturno.

3 - Durma o suficiente. “Em geral, uma adulta jovem precisa dormir entre sete horas e meia e oito horas e meia para se refazer. Quem dorme o quanto precisa se sente bem-disposta ao levantar,” enfatiza. A aparência física também conta. Uma pele com viço, sem inchaços e olheiras, indica que dormimos bem.

4 - Vá para a cama antes da meia-noite. Nosso corpo foi programado para dormir à noite e ficar alerta durante o dia. A melatonina tem uma curva de liberação que se inicia ao escurecer e atinge o pico entre meia-noite e duas da manhã.

5 - Resista à tentação de dormir com a luz de outro cômodo próximo acesa. Justamente porque a luz da lâmpada imita o espectro do sol e prejudica a liberação de melatonina. “Para quem não consegue dormir no escuro, vale usar uma lâmpada bem fraquinha no abajur, com cerca de 8 watts”, sugere.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 281