Veja quais são as atitudes que você deve ter para não ganhar peso durante a estação mais fria do ano. Confira!

O inverno é um período do ano em que as pessoas tendem a comer mais e, com isso, ter um aumento de peso. Porém, as baixas temperaturas podem ser aliadas ao emagrecimento, pois é justamente quando o metabolismo está mais acelerado, já que gasta mais calorias para manter o corpo aquecido.  
O Master Trainer da modalidade fitness Strong By Zumba®, Giuliano Cangiani, explica “A pessoa pode chegar a perder 30% a mais de calorias no inverno, se comparada as outras estações do ano”. Para ativar o corpo e queimar calorias, o profissional destaca 5 hábitos que vão ajudar nesse processo:
 
1.       Aproveite o sono, mas não exagere!
Giuliano explica que uma boa noite de descanso é fundamental para o bom funcionamento do organismo, sem contar que é essencial para dar mais disposição ao treino. “Além disso, quanto mais o corpo praticar atividade física, melhor será a qualidade do sono. É um ciclo vicioso do bem, vale a pena investir nele”.

2.       Alongue, alongue muito.
Antes de qualquer prática esportiva, desde uma simples caminhada até um exercício mais pesado, o alongamento é essencial para evitar lesões e preparar o corpo para a atividade. “No frio, os vasos estão menos dilatados e a musculatura fica mais retraída, então é super importante reservar um tempo antes do treino para alongar”, explica o Master Trainer.
 
3.       Dê preferência aos treinos de alta intensidade.
Nos dias frios a transpiração é mais contida, ou seja, a pessoa se sente menos cansada durante o treino. Sendo assim, é um ótimo período para fazer atividades mais pesadas. “Aposte em uma sequência de movimentos de alta intensidade que provocam a exaustão, os chamados HIITs. A aula de Strong By Zumba® tem esse formato, sendo possível trabalhar o sistema cardiorrespiratório – exercícios responsáveis pela queima de calorias – além de toda a musculatura do corpo”. Giuliano ainda acrescenta: “o treino também é indicado para aqueles que não gostam da malhação tradicional, pois a música é sincronizada com os movimentos, então o aluno fica estimulado do começo ao fim”.
 
4.       Mais caminhadas e menos carro.
Simples mudanças de hábitos durante o dia farão toda a diferença e com certeza o metabolismo continuará ativo. “Se puder escolher fazer um trajeto a pé, faça. Muitas pessoas trabalham grande parte do dia sentadas, então é muito importante fazer essas mudanças na rotina”, explica Giuliano.
 
5.       Água nunca é demais! 
Beber água é fundamental para a saúde do organismo. “Costumamos ouvir que todo mundo precisa beber 2 litros de água por dia, mas, na verdade, a quantidade de água ideal muda de pessoa para pessoa. Contar com acompanhamento nutricional ajuda a potencializar o efeito do treino”, finaliza o Master Trainer.