É importante começar os treinamentos com baixa intensidade, para não forçar as articulações. Veja dicas para as iniciantes na corrida

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Isadora Couto 

Veja dicas para as iniciantes na corrida 

Foto: Caio Mello

Antes de acelerar o passo, caminhe a distância para que as articulações se adaptem ao movimento e ao impacto. É muito importante seguir o plano à risca, sem faltar nos treinos e pular etapas. Assim, se a tabela diz para correr moderadamente, mesmo que você esteja bem disposta no dia, não vá além, pois existe uma razão para essa indicação.Trotar ao ar livre simula todas as situações que você pode enfrentar no dia da prova, como vento, variação de temperatura, inclinação e até a condição do solo.

Porém, isso não anula a esteira, afinal, ela permite que se corra a qualquer horário, faça chuva ou faça sol.Treinos de força também devem fazer parte da rotina da nova corredora, como musculação, funcional ou pilates, e nem adianta fazer cara feia: estamos falando de um esporte com movimentos repetitivos e constantes, então, costas, abdome, glúteos, lombar,quadríceps, tíbia, panturrilha e atébíceps, tríceps, ombros e peitoral entram em jogo para suportar o impacto das pisadas, evitando lesões.

Em média, seguindo o plano à risca, três meses são suficientes para preparar uma mulher saudável para sua grande estreia nos 5k. Claro que não dá para ser muito ambiciosa em relação ao tempo, afinal, serão apenas os primeiros cinco quilômetros de muitos, mas é possível almejar uma média de 35 a 40 minutos para a conclusão. “A motivação em uma corrida de rua é infinitamente maior do que no treino, ainda mais quando ele é feito indoor, então, é possível que o tempo da prova seja ainda melhor do que o previsto”, conta Vanessa Delavy.

Revista Corpo a Corpo | Ed.317