Para você que é praticante da modalidade, é importante tomar alguns cuidados necessários para as corridas à noite. Veja as dicas e exercite-se com saúde

Texto Isadora Couto

Saiba os cuidados necessários para quem corre á noite 

Foto: Shutterstock

Nos últimos anos e em busca de uma vida mais saudável, o número de corredores tem crescido significativamente. A nova modinha agora são as corridas à noite. No próximo dia 23, a Night Run dá a largada às 20h, em Fortaleza. Mas pra isso, os corredores precisam ter alguns cuidados especiais.

A umidade do ar, a concentração da poluição e até mesmo a temperatura são fatores que devem ser levados em conta na hora de definir um horário para incluir o esporte na rotina. Segundo o fisioterapeuta Helder Montenegro, presidente do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral e também presidente da Associação Brasileira de Reabilitação da Coluna dá algumas dicas para o bom desempenho. Correr à noite,  sem sol, esse período do dia geralmente é mais frio. Porém, o ar gelado costuma deixar os músculos mais contraídos, sendo necessário, portanto, um alongamento caprichado antes de começar a corrida, informa Helder.

Outra dica é avaliar a umidade do ar. Como o oxigênio é um dos combustíveis que permitem a prática das corridas à noite, a pessoa pode perder o ritmo se a respiração estiver prejudicada. À noite, a umidade do ar também pode estar baixa. Por isso, procure escolher treinar após uma chuva no fim da tarde, por exemplo. A poluição também é um fator importante, nesse período, o ar fica carregado de gás carbônico e pobre em oxigênio. A alta concentração de poluentes pode desencadear acessos de tosse, irritação nasal e até uma dor de cabeça. Talvez seja melhor optar por sábados e domingos, que costumam ser menos poluídos do que os dias de semana.


Fatores também importantes a serem levados em consideração são roupas, o risco de acidentes e alimentação. Por exemplo, a menor visibilidade aumenta o risco de acidentes. O mais indicado é optar por parques ou praças que tenham piso liso e que sejam bem iluminados. Fique atento ao tipo de vestuário dê sempre preferência por camisas ou shorts que iluminam. Carregue sempre um apito, assim em qualquer situação de risco o corredor pode apitar como forma de pedir a ajuda. Respeite o seu corpo se você é do tipo que não consegue dormir cedo e costuma ser mais ativo no período noturno, então provavelmente seu rendimento nas corridas á noite também será maior. Mas fique atento a sua rotina. Chegar em casa exausto todos os dias desestimula prática do exercício nesse período.


“A prática da corrida amadora de maneira cansativa, sem acompanhamento ou de forma inadequada, contribui para o aumento do número de lesões, principalmente para os que querem em pouco tempo de treinamento realizar uma maratona. As mais comuns são problemas no joelho, fascite plantar, fraturas por estresse , cãibra, dor no quadril e tendinoses. Os fatores associados a estas contusões estão associados à experiência, sexo, idade, tipo físico e intensidade e volume do treinamento”, explica o fisioterapeuta Igor Montenegro, diretor do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral (ITC). Além de ajudar no processo de emagrecimento, a prática da corrida amadora traz outros benefícios, como: melhora na memória, fortalecimento do sistema imunológico, aumento da resistência cardiorrespiratória.



Dicas para praticar uma corrida amadora mais saudável:



- Realize uma avaliação clínica e cardiológica antes de iniciar a prática;
- Faça uma avaliação física com um profissional de educação física especializado em corrida de rua;
- Faça musculação ou Pilates para prevenir lesões;
- Não "pule" etapas do treinamento;
- Pratique o exercício nos horários de calor menos intenso;
- Use roupas leves, e um tênis adequado;
- Existem  roupas que possuem detalhes que reflete a luz de automóveis;
- Comece devagar até pegar o ritmo;
- Priorize o aquecimento articular;
- Respeite o limite do seu corpo;
- Use filtro solar (dia)  e não se esqueça de se hidratar.