Temas relacionados a doenças neurológicas merecem ser tratados com seriedade. Para você aprender mais sobre elas, veja a indicações de 4 filmes pra lá de bacanas que tratam desse assunto!

Por Karine César | Foto Danilo Borges | Adaptação web Ana Paula Ferreira

Às vezes, falar sobre saúde pode acabar se tornando um assunto pesado, principalmente quando se trata de complicações mais sérias, como Parkinson, Alzheimer, autismo ou esclerose lateral amiotrófica.

Esses temas merecem ser tratados com seriedade, mas para facilitar o processo, confira os filmes pra lá de bacanas recomendados por Mariana Carvalho Krueger, fisioterapeuta e sócia do Centro de Excelência em Recuperação Neurológica, de Curitiba (PR). Assim você aprende um pouco mais sobre as doenças neurológicas que mais ganham hashtags de conscientização nas redes sociais e ainda curte sua noite de domingo em grande estilo. É só preparar a pipoca e apertar o play.

1. Amor e Outras Drogas — Parkinson

Jamie Randall (Jake Gyllenhaal) é vendedor de um laboratório da indústria farmacêutica americana. Sua função é abordar médicos e convencê-los a prescrever os produtos da empresa para os pacientes. Em uma dessas visitas, ele conhece Maggie Murdock (Anne Hathaway), uma jovem de 26 anos que sofre de mal de Parkinson. Com o tempo, Jamie descobre que existe algo mais forte – Maggie sente o mesmo, mas não quer levar o caso adiante devido à sua doença.

2. Para Sempre Alice — Alzheimer

Interpretada por Julianne Moore, a Dra. Alice Howland é uma renomada professora de linguística. Aos poucos, ela começa a se esquecer de algumas palavras e se perder pelas ruas de Manhattan. Alice é diagnosticada com Alzheimer precoce. A doença coloca em prova a força de sua família. Enquanto a relação de Alice com o marido, John (Alec Baldwin), é fragilizada, mãe e filha caçula, Lydia (Kristen Stewart), se aproximam.  O filme retrata a dificuldade de aceitação do diagnóstico, tanto para a paciente quanto para a família.

3. A Teoria de Tudo — Esclerose Lateral Amiotrófica

Baseado na biografia de Stephen Hawking, o filme mostra como o jovem astrofísico (Eddie Redmayne) fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar seu romance com Jane Wide (Felicity Jones) e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos. O longa narra a vida do cientista que é responsável pela teoria sobre buracos negros e sobre a doença que o confinou a uma cadeira de rodas.

4. Farol das Orcas — Autismo

O filme narra a história de uma mãe que busca tratamento para o filho autista. Na história,  Beto (Joaquín Furriel), um homem solitário que trabalha em um parque nacional argentino e que passa seus dias observando orcas, leões-marinhos e focas, tem a vida completamente alterada com a chegada da espanhola Lola (Maribel Verdú)  e de seu filho de 11 anos, Tristan (Joaquín Rapalini).  Desesperada, Lola pede ajuda a Beto para tratar o autismo de Tristan. Relutantemente, ele aceita.

Para saber mais sobre saúde, corra para as bancas ou garanta sua Revista Corpo a Corpo através do site da Editora Escala