Nutrição
  A nova pirâmide alimentar
A dieta do Mediterrâneo é conhecida como a mais saudável do mundo. Agora, os italianos reformularam um novo cardápio e entregaram o ouro de bandeja

Marjorie Zoppei


Fabio Mangabeira

Há quase quatro décadas, fomos rendidas à praticidade dos junk fOds, dos alimentos prontos e enlatados, além do delivery. O resultado não foi nada bom: aumento de doenças crônicas ligadas à obesidade, diabetes e colesterol, além de hipertensão, cânceres e doenças degenerativas. Um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 80% das mortes causadas por doenças crônicas não transmissíveis tiveram relação com a alimentação incorreta. P p ara fugir desta estatística, os povos mediterrâneos criaram dietas e mais dietas. O Ministério da Saúde da Itália, por sua vez, foi mais além e reuniu alguns especialistas da área de nutrição e elaborou a “Pirâmide Alimentar Italiana”. Apresentada em um Congresso de Nutrição no último mês de maio, em São Paulo, por Carlo Canella, professor da Universidade Sapienza de Rroma, a nova pirâmide prega o bem-estar acima de tudo.

Uma nova propostAa nova pirâmide divide os alimentos e a atividade física por “quantidade de bem-estar” (QB). partir disso, são indicadas quantas porções de cada grupo alimentar devem ser consumidas para que a nossa alimentação seja variada, equilibrada e compatível com uma qualidade de vida saudável. Seguir o critério da QB na hora de escolher o alimento permite que os nutrientes sejam balanceados, sem precisar fazer cálculos com calorias. Isso mantém a eficiência do nosso organismo, que é feito para se movimentar e não para ser sedentário. Portanto, a QB de alimento e movimento — se devidamente adaptada para cada pessoa — evita o sobrepeso e combate a obesidade.

 

Pirâmide reformulada
A nova escalação está dividida em seis níveis, desde a base até o topo, de forma escalonada com os diferentes grupos alimentares. Ccada nível está indicado com uma cor correspondente, caracterizado pelos nutrientes presentes. Na base da pirâmide encontram-se os alimentos de origem vegetal que são característicos da “dieta mediterrânea”. Subindo de um nível a outro, encontram-se os alimentos de maior densidade energética que devem ser consumidos em menor quantidade, para evitar o sobrepeso. O vinho e a cerveja ganham lugares de destaque nesta nova pirâmide. A bebida oriunda da uva, principalmente, é valorizada por ser rica em polifenóis, antioxidantes capazes de prevenir alguns tipos de cânceres e o envelhecimento precoce. quantidade recomendada é de uma taça (100 ml) de vinho e uma lata (330 ml) de cerveja diariamente. Ambas as bebidas devem ser consumidas durante a refeição. Já a água foi para a base da pirâmide, fato inédito em qualquer guia nutricional. O consumo recomendado é de 6 a 8 copos por dia.

 

 

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>

Concurso Cultural :: ed 0
Concurso Cultural - Cuidando do Corpo
Nutrição :: ed 274 - 2011
Detetive da Dieta
Conte Calorias :: ed 274 - 2011
Tentações do happy hour

Edição 274 - 2011 | EXPEDIENTE
 
Promoções Culturais Corpo a Corpo
 
+ lidas do site
 
Make é Tudo :: ed 274 - 2011
Corrida contra o tempo
Fio Maravilha :: ed 274 - 2011
Xampu com sal? Sim, senhora!
Beleza :: ed 274 - 2011
Adiós pelos!
 
 

 
Blog da Redação
Orkut Corpo a Corpo
Facebook
Twitter
 
   
  Newsletter
  Nossas novidades sempre em primeira mão!
 
BUSCAR!
  favoritos    conheça Corpo a Corpo
 
 
 

Faça já a sua assinatura!

Corpo a Corpo

A revista completa de beleza

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

Dieta Já!
Conquiste o corpo que semprequis.

Assine por 1 ano
9x de R$ 9,20
Assine!
Outras ofertas!

Molde & Cia

Exclusiva como você.

Assine por 1 ano
11x de R$ 9,27
Assine!
Outras ofertas!

Viva Saúde

Pra viver mais e melhor

Assine por 1 ano
10x de R$ 9,48
Assine!
Outras ofertas!

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS